É complicado saber qual será a condição do mercado de trabalho no futuro, mas podemos analisar o que possui força hoje e que com certeza amanhã irá se potencializar. De acordo com o Fórum Econômico Mundial, a partir da força de trabalho atual e dos componentes sociais, tecnológicos e econômicos,é possível traçar as principais mudanças pelas quais o mercado vai passar. Quer saber mais sobre o que o futuro promete? Então confira!

Surgimento de novos empregos

O relatório divulgado pelo Fórum Econômico destaca três tipos de emprego que vão crescer: analista de dados (para transformar os dados em informações úteis), agentes de vendas (especializados em vender os novos produtos que surgirão) e novos tipos de gerentes (porque as empresas passarão por grandes transformações). As áreas que prometem um crescimento revolucionário são da genética, inteligência artificial, robótica, nanotecnologia e Internet das Coisas.

Mudança na natureza do trabalho

A era digital já é capaz de moldar os espaços das empresas de acordo com suas necessidades. Uma tendência que deve crescer no mercado é o trabalho flexível e remoto, tais como espaços de coworking e equipes virtuais. Especialistas em futurismo já indicam que o modelo de 8 horas de trabalho por dia poderá não existir mais, considerando os novos dinamismos de autonomia e flexibilidade.

Aposta na diversidade

As empresas investem cada vez mais em equipes com diversidade de gênero e etnia, com uma variedade de opiniões e ideologias. A proposta de trabalho em equipe para a resolução de problemas e desenvolvimento em conjunto de ideias inovadoras é uma atividade valorizada hoje que com certeza continuará no futuro. O engajamento do funcionário e a proatividade para a atualização e aprimoração de seu conhecimento serão essenciais, considerando que todas as áreas deverão conversar entre si.

Estruturas menos hierarquizadas

As funções dentro de uma empresa tendem a não ser mais verticalizadas. Ou seja, acredita-se que o modelo horizontal irá fazer parte do cotidiano dos funcionários. Um lugar assim não possui um “chefe” supervisionando a produtividade de quem trabalha, sendo o modelo ideal de autogestão. Isso não significa que o mecanismo será 100% sem o controle de desempenho, mas que as relações de trabalho com certeza irão mudar!

E você, o que espera do futuro? Para moldarmos o modelo desejado, é essencial que ensinem os jovens de hoje as profissões que amanhã não serão obsoletas. Compreender o cenário atual e planejar as atividades para obtermos os melhores resultados com certeza é o primeiro passo! Você quer ter o currículo mais diferenciado do mercado? Não deixe de checar os cursos da Prepara e seja o melhor profissional em sua carreira.