Todos os anos o Enem é o assunto mais aguardado pelos estudantes, e em 2018 não será diferente! Mas esse ano a prova traz algumas novidades, então é importante ficar de olho em tudo o que mudou. O edital da prova de 2018 foi publicado no dia 21 de março, e as alterações que aconteceram são muito importantes.

Além de estudar os conteúdos e se preparar fisicamente e psicologicamente, também é importante ficar atento às principais alterações da prova. Para você ficar por dentro das mudanças, nós da Prepara fizemos para você uma listinha explicando. Veja só:

Prova em dois domingos

A mudança aconteceu em 2017 e persiste em 2018. O Enem será aplicado em dois domingos seguidos, nos dias 4 e 11 de novembro. A prova do primeiro domingo é a de Linguagens, Ciências Humanas e Redação. Já no dia 11, será aplicada a avaliação sobre Matemática e Ciências da Natureza.

Essa medida resolve o problema dos estudantes sabatistas, que antes tinham de ficar isolados em uma sala durante todo o sábado para realizar a prova só à noite, e agora fazem o exame junto com os demais alunos. Além dessa questão, a existência de um período de descanso entre os dois dias de exame era uma solicitação da maioria dos estudantes que fazem a prova.

Mais tempo de prova

Até o ano passado, a prova de Matemática e Ciências da Natureza tinha 4h30min para ser realizada. Em 2018, será acrescida meia hora no dia da avaliação, totalizando 5 horas de exame. Esse aumento também era uma reivindicação dos estudantes, que tinham uma hora a mais no primeiro dia. Agora, serão 5h30min no primeiro domingo, o dia de Linguagens, Ciências Humanas e Redação, e 5 horas no segundo domingo, dia de Matemática e Ciências da Natureza.

Isenção da taxa

Essa é a principal novidade no Enem 2018. A partir de agora, o pedido de isenção não é mais feito junto com a inscrição na prova, mas um mês antes, por meio do Sistema de Isenção. Entre os dias 2 e 11 de abril, os estudantes poderão fazer o pedido de liberação do pagamento da taxa, e a resposta sobre o benefício sai no dia 23 de abril, antes do período de inscrição para a prova.

Fique atento também a quem tem direito à isenção:

- Estudantes que estão cursando o último ano do ensino médio em escola pública em 2018.

- Quem tiver participado do Encceja na modalidade ensino médio (avaliação para jovens e adultos) em 2017.

- Estudantes que tenham cursado todo o ensino médio em escola pública ou que tivessem bolsa integral em instituições privadas e tenham renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio.

- Estudantes que declarem estar em situação de vulnerabilidade e estejam cadastrados no CadÚnico (sistema do governo para participar de programas sociais).

Remarcação da prova

O estudante que tiver problemas logísticos para a realização da prova pode pedir a remarcação. O período para pedir a remarcação é de 5 dias úteis. Os casos são analisados individualmente, e a solicitação pode ser aceita ou não.

Direitos humanos

Até 2017 a redação que ferisse os direitos humanos era anulada. Isso mudou com a decisão da Presidente do Supremo Tribunal Federal, a ministra Carmem Lúcia, que em 2017 fez a alteração com a ideia de tranquilizar os estudantes na hora de fazer a redação. No entanto, é importante ressaltar que uma redação que fere os direitos humanos pode ter uma nota baixa se não for condizente com o tema pedido.

Certificação

Outra decisão que acontece desde o ano passado é a mudança da certificação. Antes o Enem servia como ferramenta para conseguir o certificado de conclusão do ensino médio, função que voltou a ser atribuída somente ao Encceja, o Exame para Certificação de Competências para Jovens e Adultos.

As datas para a realização do Enem podem estar um pouco distantes, mas nunca é cedo demais para começar a se preparar! Estude com a gente e aproveite mais dicas, como alguns erros que você não pode cometer na redação do Enem. Acompanhe os próximos assuntos e fique atento às datas.

Venha para a Prepara!

Quer entrar nas melhores universidades? Conheça nosso curso preparatório para o Enem!